SULFETO DE SELENIO

Inserida em: 27/03/2013

 

Nelson Guimarães Proença

Vamos relembrar que o sulfeto de selênio foi, inicialmente, indicado para tratamento da descamação do couro cabeludo, isto é, da caspa. O resultado era muito bom, mas o uso prolongado provocava aumento da queda de cabelos. Por este motivo, deixou de ser utilizado, para esta finalidade.

Descobriu-se, depois, que é um auxiliar precioso para o tratamento de um certo tipo de micose de pele, a “pitiríase versicolor”. Deve ser receitado pelo médico assistente, na concentração e no veículo adequados. Mas precisa ser utilizado de modo correto.

Escolhida a concentração, escolhido o veículo, como usar? Vou explicar, com linguagem simples, o modo como oriento o uso do produto receitado. Mas lembro que o tratamento inicial é para conter a progressão das manchas, eliminando o parasita.

1) À noite tomar banho e enxugar. A seguir aplicar o produto em toda a pele, do couro cabeludo às pernas, sem friccionar.

2) Esperar secar, por alguns minutos. O preparado é ruim para secar, permanece dando uma sensação de “corpo melado”. Paciência. Ponha um pijama leve, uma camiseta de algodão, e vá dormir.

3) Pela manhã, novamente um banho. Mas agora leve uma esponja, embebida no produto receitado e, estando com o corpo molhado, esfregue bem, em todo o corpo.

4) Inclusive aplique no couro cabeludo, lavando bem.

5) Cuidado apenas com as cavidades naturais, com os genitais, com as axilas.

6) Ao fim desta esfregação toda, tome a ducha do chuveiro, para retirar tudo.

7) Importante: faça isto apenas uma vez por semana.

8) São seis aplicações, portanto seis semanas.

Ao completar o tratamento, as lesões estarão livres do parasita causador, mas a cor da pele pode não ter voltado ao normal. É preciso voltar à consulta, com o médico assistente, para receber orientação sobre o que fazer, com o objetivo de recuperar a pigmentação.

 



Palavras-chave: SULFETO DE SELENIO