MICOSE DOS PÉS (Tinea pedis)

Inserida em: 09/01/2013

 

Nelson Guimarães Proença

Você está com uma micose do pé. O exame laboratorial que foi feito (micológico direto e cultura) já identificou qual o fungo que está causando sua micose. Você se contaminou em algum lugar, hoje passou a ser um transmissor. Há cuidados que precisam ser tomados e que dependem de si mesmo.

Você precisa saber que fungos têm órgãos de reprodução, que são chamados os “esporos”. São como verdadeiras “sementinhas”, microscópicas, que não são percebidas mas que ali estão. Acontece que os esporos permanecem viáveis por tempo indeterminado. E que pode ser muito prolongado. Então, que cuidados tomar?

 

Agora, Você irá compreender, melhor, as recomendações que a seguir vão ser feitas.

1) ao se banhar lave e enxugue, cuidadosamente, os pés; principalmente cuide bem dos espaços entre os dedos;

2) os calçados, do tipo tênis, fazem o pé transpirar, favorecendo o crescimento dos fungos; os tênis só deveriam ser usados para a prática de esportes;

3) as meias de fio sintético também devem ser evitadas, pois os pés ficam sempre úmidos de suor;

4) use meias de algodão; estas, depois de lavadas, devem ser secadas ao sol; o ultravioleta solar destrói os esporos, portanto esteriliza as meias;

5) a cada 15 ou 20 dias aproveite o sol do meio dia e ponha seus sapatos no sol, por uma hora; que eles fiquem “de pé”, pois o que queremos é que fiquem expostos “por dentro”; depois de retirados do sol, coloque lá dentro um pouco de talco antimicótico;

6) pela manhã, antes de calçar, coloque nos pés o talco antimicótico que foi prescrito.

 



Palavras-chave: Micose, Dermatofitose, Tinha, Tinea pedis, Pé de Atleta, Calçados, Meias, Tênis, Antimicótico.