ESCABIOSE - SARNA HUMANA

Inserida em: 08/02/2018

Nelson Guimarães Proença

 O seu médico diagnosticou escabiose e recomendou o tratamento que deve ser feito. Algumas informações são necessárias, sobre os cuidados a serem tomados.

 

A)    Sobre a aplicação do medicamento prescrito:

 

1)      Sua escabiose é a sarna humana, nada tem a ver com a sarna dos animais.

2)      É comum a transmissão para outros familiares.

3)      Verifique então se há outros familiares que estão se queixando de coceira, para fazer um tratamento coletivo, se for necessário.

4)      Três noites de aplicação, não mais, é quanto deve durar o tratamento. Caso seja prolongado, a pele ficará irritada e coçando mais, como conseqüência do próprio tratamento.

5)      Importante - adultos não tem lesões no couro cabeludo, mas as crianças pequenas e os idosos as tem, com frequencia : isto não pode ser esquecido.

 

B)    Sobre cuidados com a roupa:

 

1)      Toda a roupa utilizada durante o tratamento, precisa ser esterilizada (incluseive lençóis e toalhas de banho); mas cuidado, para não estragar.

2)      Tecidos de algodão podem ser fervidos (camisetas, cuecas, meias, até lençóis); ponha em um balde, leve ao fogão, quando a água entrar em fervura, bastam 5 a 10 minutos (o parasita não resiste a mais do que isso).

3)      Malhas de lã, tecidos sintéticos, não podem ser fervidos; então, lave com um sabonete escabicida (Acarsan, Miticoçam, Escabim, etc), e deixe de molho em uma bacia, por toda a noite; no dia seguinte complete a lavagem.

4)      Conjuntos, ternos, não faça a limpeza em casa; mande ao tontureiro e peça lavagem a seco.

5)      Importante: deixe uma parte da roupa sem usar, por 20 dias, o parasita morre por si mesmo; se colocar esta roupa no sol, várias vezes, melhor ainda, esteriliza mais depressa.

 

 



Palavras-chave: ESCABIOSE; SARNA HUMANA