ARQUIVOS TIPO ATLAS

ACNE VULGAR NÓDULO-CÍSTICA SEVERA - ACNE GRAU III

Autor: Nelson Guimarães Proença

Inserida em: 14/05/2018


CASO 1 (47156 )

Adolescente do sexo masculino, 15 anos de idade, tem acne desde os 13 anos, com agravamento nos últimos 4 meses. Este paciente tinha a avaliação máxima para todos os dados clínicos procurados: seborreia, comedões brancos, comedões negros, pápulas, pústulas, nóduuylos, lesões císticas, cicatrizes (ver: Comentários). Estas lesões se distribuíam pela face, dorso e região pré esternal. O caso mereceu classificação Grau III para IV. Foi submetido a tratamento que associou tetraciclina e isotretinoína, tendo sucesso.





CASO 2 (34641)

Homem com 41 anos de idade, teve acne dos 12 aos 17 anos, tendo tratado nessa ocasião. Aos 38 anos foi diagnosticado diabetes, tendo iniciado o tratamento adequado. Aos 39 anos voltou a ter pústulas e nódulas, na face e na região pré esternal, piora progressivamente. Foi diagnosticada uma acne nodular e cística (Grau III). Foram prescritas tetraciclina e isotretinoína, com melhora acentuada, já após 1 mês de tratamento (segunda foto). 







Comentários

Acne vulgar representou em nosso consultório privado, de Dermatologia, 7% do total das consultas. Em se tratando de adolescentes, este percentual foi muito maior.

Comedões — popularmente chamados “cravos” — representam a primeira etapa da formação das lesões que caracterizam a acne. A secreção sebácea retida e acumulada no folículo piloso, mais os restos celulares não eliminados, representam um material propício para o desenvolvimento de micro-organismos. Um habitante folicular sempre relacionado com a acne é o Corynebacterium acnes. Acredita-se que desempenha papel preponderante nos aspectos inflamatórios que se sucedem: pápulas, pústulas, nódulos, lesões abcedadas.

Classificamos a acne de acordo com o aspecto clínico predominante: comedoniana, pápulo-pustulosa, nódulo-cística. Os casos acima apresentados são nódulo-císticos, severos.

Ao examinar o(a) paciente levamos em conta a presença de: seborreia, comedões brancos, comedões negros, pápulas, pústulas, nódulos, lesões císticas, cicatrizes. Estas lesões se distribuem pela face, dorso e região pré esternal. Habitualmente avaliamos a intensidade das lesões concedendo cruzes, de (+) até (++++). Com isto procuramos classificar a acne em graus de intensidade, que vão de (I) até (IV).

 


Palavras-chave: Acne vulgaris, Nomina Dermatologica, Acne vulgaris\r\n