ARQUIVOS TIPO ATLAS

ACNE ESCORIADA

Excoriated acne

ACNE EXCORIATA

Autor: Nelson Guimarães Proença

Inserida em: 14/05/2018


Caso 1 (43640)

Uma moça de 20 anos de idade com lesões na face e o dorso, desde os 18 anos. Vamos transcrever suas próprias palavras: “São pequenas espinhas”, que “muito a incomodam”, procura então “as arrancar com as unhas”, em consequência “formam feridas que deixam cicatrizes”.





CASO 2 (04242) 

Uma jovem adolescente, com 15 anos, tem acne desde os 14 anos, que se tornou progressivamente mais intenso, principalmente na região dorsal. “Tem raiva das espinhas que se formam” e as escoria, formando-se crostas que deixam lesões residuais.

 

 

 





Comentários

A acne se inicia em um momento muito especial da vida humana, na adolescência, ocasião em que ocorrem as modificações corporais e emocionais. Moças e rapazes se sentem fortemente abalados com o aparecimento das lesões da face e do tronco, isto prejudica sua relação social. Sofrem ambos, moças e rapazes, mas certamente as moças bem mais do que os rapazes.

Muitos jovens não conseguem se conter, a cada nova lesão sentem-se agredidas pór sua própria natureza. E não se contendo literalmente arrancam com suas unhas as lesões de sua pele. Quando a escoriação é mais superficial, é possível obter uma reparação completa, com o tratamento e com o tempo. Mas quando a agressão é mais profunda, compromete a derme, as cicatrizes são inevitáveis.

Note-se que não estamos falando aqui das formas mais intensas de acne, as de grau II e IV, que são nodulares e mesmo formadoras de abscessos. Estamos falando de formas mais leves, grau I e II.

Ao tratamento adequado da acne, é preciso dar aos pacientes um bom suporte psicológico, garantindo-lhes que irão se recuperar plenamente. Particularmente após 


Palavras-chave: Acne escoriada; Excoriated acne; Acne Excoriata.