ARQUIVOS TIPO ATLAS

ACANTOSE NÍGRICA MALIGNA

Acanthosis nigricans malignant

ACANTHOSIS NIGRICANS MALIGNA

Autor: Nelson Guimarães Proença

Inserida em: 01/02/2018


CASO 1 (21377)

Paciente atendido em 1979. Masculino, branco, 51 anos. Há dois meses surgiram lesões, quase simultaneamente, nos lábios, axilas e virilhas, que vem se tornando mais elevadas e escuras a cada semana. Refere também desconforto pós prandial na região epigástrica, que o obriga a fazer repouso, também há dois meses. Neste período perdeu cinco quilos.

Submetido a uma completa investigação, foi diagnosticado Carcinoma Esquirroso do estômago, com metástases linfáticas paravertebrais. O caso foi considerado inoperável.









Comentários

A forma maligna da acantose nigricante é considerada uma paraneoplasia que se associa a diferentes tumores malignos, principalmente ao adenocarcinoma gástrico. Esta forma mais comumente atinge membranas mucosas e lábios. Nestes casos, a resolução do tumor leva à redução ou mesmo ao desaparecimento da acantose nigricante. A lesão do lábio, sendo característica, obriga a que se proceda à investigação de neoplasia interna, sendo preciso destacar que em aproximadamente 20% dos casos a lesão labial é precedente. Deve-se seguir o paciente, mesmo que no momento inicial não tenha sido detectada a malignidade.


Palavras-chave: Acantose nígrica maligna, Acanthosis nigricans malignant, Acanthosis nigricans maligna